Psicoterapia infantil

O brincar na Terapia Comportamental: estratégias de intervenções associadas a brincadeiras

   O brincar durante a sessão é definido como um conjunto de procedimentos, para mediar a interação terapeuta-cliente, utilizando recursos lúdicos como jogos, brinquedos, kits gráficos, faz-de-conta...

   Ao brincar, o terapeuta pode utilizar estratégias comportamentais como modelagem, modelação, regras, bloquei de esquiva, extinção...


   

infantil.jpeg


   O uso de recursos lúdicos tem alguns objetivos, dentre eles:

1 - Promover a terapia com atividades agradáveis e reforçadoras
2 - Utilizar o brinquedo e o brincar como for de expressão indireta da criança sobre suas relações com o mundo 

3 - Ser um facilitador para a criança identificar e expressar sentimentos, permitindo que discrimine os efeitos encobertos das contingências das quais está exposta, e assim, apresente comportamentos socialmente mais adequados.
   
"Brincar também serve como linguagem para a criança - um simbolismo que substitui as palavras. A criança experiencia na vida muita coisa que ainda é incapaz de expressar verbalmente, e deste modo utiliza a brincadeira para formular e assimilar aquilo que experiencia"
(Violet Oaklander, 1980)

Psicoterapia infantil
Psicoterapia infantil

press to zoom
Psicoterapia infantil
Psicoterapia infantil

press to zoom
Psicoterapia infanti;
Psicoterapia infanti;

press to zoom
Psicoterapia infantil
Psicoterapia infantil

press to zoom
1/6